Publicidade

“Naquela Estação”, um olhar sobre a solidão

09 Abril 2018

Teatro

O espetáculo, fará sessões entre 27 de abril e 13 de maio, nas unidades do Sesc Ceilândia, Gama e Taguatinga com entrada gratuita.

23/Abr a 13/Mai
“Naquela Estação”, um olhar sobre a solidão | Sou Brasília

Ansiosos à espera do trem na estação de Seu Bitolinha, cinco personagens enigmáticos desenrolam a trama do espetáculo Naquela Estação, do Grupo Cutucart. O projeto, que estará em cartaz nas unidades do Sesc a partir de 27 de abril, cativa a plateia com poesia ao abordar temas como envelhecimento, abandono e solidão.

Com patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura, da Secretaria de Cultura do Governo de Brasília, a montagem volta para uma circulação no DF depois uma temporada de sucesso em 2016. As apresentações começam em Taguatinga no Sesc Paulo Autran nos dias 27, 28 e 29 de abril, depois seguem para a unidade Paulo Gracindo (Gama) nos dias 4, 5 e 6 de maio e terminam na unidade Newton Rossi (Ceilândia) nos dias 12 e 13 de maio. Todas as apresentações com entrada franca.

 Naquela Estação usa como fio condutor de sua narrativa as fragilidades humanas e as relações que se dissipam com o passar do tempo. Todo o enredo se passa numa estação de trem em que os personagens aguardam algum acontecimento que mude suas vidas. Neste clima de expectativa e tensão, muitos segredos vão sendo desvendados durante o desenrolar da história.

“A peça fala sobre a solidão como um sentimento devastador, abordando principalmente a perspectiva do idoso. Mostra o vazio deixado pelas pessoas que passaram por nossa vida”, destaca um dos diretores do espetáculo, Getúlio Cruz.

Uma característica do Cutucart é a dramaturgia autoral, onde os espetáculos são construídos coletivamente pelos integrantes do grupo. A partir disso, Naquela Estação retrata a identidade do grupo, utilizando técnicas do teatro gestual juntamente com a linguagem poética como base para desenhar a narrativa.

 Histórico

O grupo Cutucart nasceu em 2006 no Centro Educacional 1 do Cruzeiro nas aulas de teatro do professor Getúlio Cruz. Hoje, conta com sete integrantes profissionais, a maioria formada em artes cênicas, além de possuir 12 espetáculos encenados. A companhia também já participou de festivais em todo o país, diversas vezes voltando pra casa com premiações como Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Pesquisa Corporal, entre outros. Esta é a quinta vez que são contemplados com o edital do FAC (Fundo de Apoio à Cultura).

Quando?

– Taguatinga (Teatro Sesc Paulo Autran) 27, 28 e 29 de abril

– Gama (Teatro Sesc Paulo Gracindo) 4, 5 e 6 de maio
– Ceilândia (Teatro Sesc Newton Rossi) 12 e 13 de maio (com sessão dupla no dia 12/5 às 17 e às 20 horas)
– Sextas e sábados às 20 horas
– Domingos às 19 horas

Valores:

Entrada Franca

Não deixe de compartilhar:

Deixe seu comentário: